Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

7 meses e 1 dia depois...

 

Continuas a magoar-me todos os dias quando acordo e não estás.

Já nada tem sentido, nem eu, nem o que digo para ti (sem que permita que me escutes) neste mundo de silêncios que se abateu sobre nós.
Perdura esta memoria, este reflexo em mim, de ti, que não ultrapasso, e que quero guardar para manter aqui e dentro de mim.
 
 

 

 


afteramsterdam às 19:16
| comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 3 de Maio de 2010 às 19:21
...acho que, apesar de tudo, é preferível assim...custa, mas é o melhor.

Força para seguires. Não há ninguém isento de se sentir menos bem, eu inclusive, horas melhores, horas piores, dias melhores, dias piores, meses melhores, meses piores, anos melhores, anos piores, vidas melhores, vidas piores...assim acontece com todos, inclusive connosco.

Talvez se vá encontrando novas formas de encarar esses mesmos momentos, diria quase desafios...ou não, mas tem de se tentar.

Força!!!


De afteramsterdam a 3 de Maio de 2010 às 23:25
Já da tua parte... não há esforço que precises de fazer para deixares de me falar! É bom sinal, sinal de que estás feliz e de bem com a vida, fico feliz por ti.

Lamento que só tenhas estado aí com receio de que contasse alguma coisa que te comprometesse! Não que precise de te provar o que quer que seja, mas os tempos futuros vão mostrar-te em quem podes ou não confiar.

Não gostei da forma como me trataste hoje ao telefone, não mereço. Sei que te pedi que nos afastassemos, pedido justo para ambos, mas isso não implica que não nos falemos de vez em quando (como naturalmente os amigos fazem), não com a frequencia com que o estavamos erradamente a fazer! Mas pela forma com que me falaste hoje...

Estou a sentir aquele nó na ganganta que muitas vezes senti, uma necessidade de sair, de fugir, de me afastar de tudo e de todos... aquele isolamento que dói e que nos engrossa, que nos torna fortes!... eu sei que vai passar!

As coisas são simples, afinal, e a dor não passa de um caminho de sentido obrigatório que não dá para atalhar, até um dia chegarmos a quem nos espera desde sempre...

Este era o fim, esta ponta última do novelo estava por unir! agora ambos sabemos que nada ficou por dizer, não por minha ou por tua vontade, bondade ou maldade do destino... tinha que ser assim e talvez um dia possamos saber porquê!



Comentar post

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

. 10 meses e 12 dias depois...

. 10 meses e 11 dias depois...

. 10 meses e 10 dias depois...

. 10 meses e 9 dias depois....

. 10 meses e 8 dias depois....

. 10 meses e 7 dias depois....

. 10 meses e 6 dias depois....

. 10 meses e 5 dias depois....

. 10 meses e 4 dias depois....

. 10 meses e 3 dias depois....

.tags

. todas as tags