Domingo, 18 de Janeiro de 2009

8 meses depois...

 

Nunca foi fácil, o nosso amor sempre foi uma montanha russa, um on e off, um percurso cheio de obstáculos, subidas íngremes, piso escorregadio mas que sempre, sempre conseguimos superar.

Hoje a luta trava-se dentro de ti, não consigo sequer chegar-te para nos ajudar a sobreviver desta dura batalha. A tua teimosia, o teu orgulho, a tua falta de capacidade para perdoar!

 

 

"Na liberdade da solidão, acordas do lado deserto da cama, é nesse lugar onde mais te encontras

 

Na multidão de desconhecidos pareces sentir segurança

Na estrada da vida sem mantimentos afectivos procuras a saída, fazes do amor um singular

De costas curvas carregas o luto dos dias que por ti passaram

Prenuncias palavras que te minguam o coração

Julgas-te confinado á "solitária" de nome vida, acordas e olhas o espelho com ar ameaçador e agressivo... fabricas um sorriso

Já nada te sacia... só a ti te procuras

As carências sao a bagagem que te move

Nenhuma reacção! ... e o silencio já soa a castigo

Gastas oxigénio aos poucos só para sentires o sufoco de que mascaras a ansiedade

A todo o custo, sem preço nem medida.. onde quer que esse caminho te leve

Pensas ter perdido esse tudo que não aceitas seres TU e tentas provar o amargo, não na boca mas no peito,  que te trará a tão desejada vitória na luta constante contra os teus limites...

 

 

Eu perdi... e tu?"  (assino, 5 Abril 08)

 

 

música: Jose Gonzalez - Heartbeats

afteramsterdam às 16:16
| comentar | favorito

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

. 8 meses depois...

.tags

. todas as tags